27 de nov de 2011


Depois de japoneses criarem um sistema de exibição de imagens em 3D que dispensa o uso de monitores, agora são os russos que trazem um recurso parecido, mas tão surpreendente quanto: uma tecnologia que projeta figuras no ar e usa gestos com as mãos para movê-las - também sem a necessidade de telas ou periféricos.

O protótipo foi desenvolvido pela companhia russa Displair, que utilizou um fluxo de névoa fria para fazer as projeções das imagens sobre a fumaça, além de uma câmera de infravermelho para captar os movimentos do usuário. O dispositivo detecta a posição da pessoa e interpreta rapidamente qualquer movimentação feita com as mãos.

Caso produzido em grandes quantidades, o dispositivo pode custar entre US$ 4 mil e US$ 30 mil dólares (cerca de R$ 7,2 mil e R$ 54,1 mil, respectivamente). A empresa é capaz de produzir telas entre 40 e 140 polegadas, mas atualmente busca investidores para lançar uma versão comercial do produto. Se depender do público russo, a novidade será um sucesso, já que até o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, elogiou o projeto.

Comentário

Copyright 2014 - Artenópolis Marketing Digital. All rights reserved.