14 de nov de 2011


Essa notícias parece saída de algum filme de ficção científica. Estudiosos civis e militares do Laboratório de Pesquisa da Força Aérea dos EUA estão trabalhando em um conceito de robô inspirado em insetos voadores, bem pequenininho e controlado remotamente, para ser usado em missões de espionagem.

Ele será criado para ter asas que batam de verdade, evitando a detecção por parte dos inimigos. E, para garantir que esta possa ser a mais moderna tecnologia de espionagem, o robô terá uma câmera e um microfone embutidos.

O androide é tão pequeno que cabe, com folga, na ponta de um dedo. Ele será controlado por um piloto treinado, que o controlará a partir de um terminal remoto e poderá até se esconder em grupos reais de insetos.

Porém, no futuro, o conceito de espionagem pode não se aplicar totalmente ao robô-inseto, já que ele poderá ter a capacidade de carregar pequenas quantidades de gás ou até uma pequena quantia de explosivos.

Para otimizar ainda mais o desenvolvimento do projeto, os cientistas estão usando uma sala repleta de câmeras que podem detectar os movimentos de pequenos objetos voadores de até 0,2 cm.

Comentário

Copyright 2014 - Artenópolis Marketing Digital. All rights reserved.